.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

sábado, julho 14, 2007


Noites quentes
Corpos estoirados
Vazias as mentes
Corações gelados

Gelados de gelo frio
Os corações com o calor
Cansado e vazio
O corpo que, no rio,
Consigo faz amor

Vazias as mentes
De ideias brilhantes
Apreciando apenas
O desejo dos amantes

Noites quentes
Que permitem o suor
Dos corpos que, gementes,
Fingem fazer amor

Os corpos estoirados
Após tanta euforia
Ficam ali parados
Sem coração
De alma vazia

São apenas…

Corpos estoirados
Em noites quentes
Com corações gelados
E vazias as mentes.

3 comentários:

sonhadora disse...

Gostei muito do poema. Desejo-te um bom fim de semana e deixo-te uma maré de beijinhos embrulhados em abraços.

Sebastiao Moura disse...

Bonito, moça!

Dias... disse...

Vou ter de escrever um clichet as: GOSTEI MUITO!

Excelente Poema, com conteudos bem cinzentos, realistas, como eu tanto gosto, adorei, parabéns.

Beijo