.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

terça-feira, maio 01, 2007

Trabalhadores, artistas do pecado


Hoje somos assim… Despidos de tudo. Nus no mundo! Trabalhadores, artífices do pecado… Da loucura!
Hoje somos assim… Sem nada que não nos denuncie. Sem pena e sem culpa. Tu o medo, eu o orgulho. Será assim?
Nós?
Hoje somos assim! Dois pontos sem nó. Aquele sem número de pontos que não soubemos rematar… Aliás, o remate foi feito, o bonequinho até ficou engraçado, mas demonstrou uma certa falta de jeito para a costura
Apetece-me descoser tudo…
E quem sabe recomeçar… Mas desta vez com atenção, com calma, uma dose de estupidez natural, claro, e rigor na elaboração…
Ou então descoser tudo…
E tentar com outro tipo de matérias, outro tipo de arte…
Quem sabe a pintura… Pintar uma tela, ou até um fresco… Para que seja a obra a denunciar o pecado… E não eu nem tu…
Ou a calcetaria… Uma arte perdida no tempo… Seria essa a que mostraria a todos as estradas das nossas vidas… Ou mostraríamos apenas aquela que todos conhecem mas não querem admitir? A estrada do pecado, da insanidade… Aquela que todos percorrem mas só alguns denunciam…
Ou até a música… E tocaríamos até alcançar o acorde perfeito… Entre o Baixo e a Flauta, ou entre a Viola e o Saxofone… Ou entre um ou outro instrumentos cuja melodia fosse uma espécie de ‘pague um, leve dois'… simples e agradável a quem a ouvisse… Denunciante de quem a tocasse…
Mas hoje somos assim… Só assim…
Trabalhadores, operários, artistas… do nosso próprio pecado…


Bom Feriado :D

8 comentários:

CM disse...

A arte de viver!

Gostei e ficar aqui mais um pouco a sentir este sopro de palavras...

Beijo, com essência de brisa!

jp disse...

" de que serve ter um mapa,
se o fim está traçado;
de que serve a terra a vista
se o barco esta parado;
de que serve ter a chave
se a porta está aberta;
de que servem as palavras
se a casa está deserta; "

as vezes temos tudo e nada nos faz realmente falta! é feriado, vamos aproveitar! afinal amanha já começam as aulas! o fim de semana infelizmente acabou, mas felizmente que acabou tal como começou.. sempre bem acompanhado!!

beijos

sonhadora disse...

Pode o sonho ser imaginário ou utópico mas acreditemos nas utopias da nossa imaginação.

Beijinhos embrulhados em abraços

Saramar disse...

Mari, creio que podemos construir a vida, através do trabalho e, podemos sim ser artistas de nossa própria vida.

Estive lendo um pouco por aqui e gostei muito da sensibilidade que você demonstra em seus textos e versos.
As imagens também são lindas.
Gostei e irei voltar.
Aproveito para agradecer sua visita e a gentileza.

beijos

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Como diz CM.. é a rate desaber viver... nem mais!
"cada um faz o que pode" LOLOL

Estou , obviamente a brincar... mas sim... cada um faz como acha que deve fazer.. tentando, emendando, detruindo e começando do zero.. é assim a vida!

o alquimista disse...

A tarde caiu, o sol partiu
No do vago que resta do dia
A tua presença é luz que me aquece
Coração a navegar, inconstância
Nas águas puras desta lagoa
Uma hortensia murmura um rumor
Um milhafre o amor apregoa...

Bom resto de semana...


Doce beijo

mari crrrrruuuu... disse...

Cm >> Fica o tempo que quiseres, e volta sempre que te apetecer :)

JP >> Vejo uma evolução positiva nos teus comentários... Não é preciso dizer mais nada né?

Sonhadora >> Se não tivermos sonhos e objectivos, de que valerá cá andarmos? :)

Saramar >> Subscrevo o que disse a Cm...

Tarina >> Gosto de sentir um sorriso nessas palavras :)

Alquimista >> Obrigado por mais um agradável momento!

A todos agradeço este sopro de palavras :)
Bjinho*

jp disse...

depois deste breve comentario feito por ti, mari, so posso deixar aqui um sorriso grande de contentamento!! beijos