.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Trago-te comigo...Claro que te trago! Sempre... Em todos os segundos... Num lugar, para alguns, privilegiado...
E esses acordes que ouves, imperceptíveis a tantos ouvidos, e especiais porque ouvidos por ti, também eu ouço... Ou toco para ouvires! Vejo-te dançar, ao som deles, para mim, naquele palco que decorei a teu gosto...
Sim, isto tem que parar! Ver-te apenas na fotografia está a tornar-se insuportável. Preciso de viver a realidade... A nossa realidade!
Vieste do 'muito longe' e chegaste até mim... Não percebo bem que obra escrevi ou desenhei para ter a graça de te poder receber e te cantar e ouvir... Não és uma simples canção! Talvez um hino?? Talvez...
Agora olho-me ao espelho e vejo-te a ti, personalizado nos meus traços...
Agora tem mesmo que parar e...
Já te trouxe comigo!

4 comentários:

Dark Lady disse...

Continuação de bons escritos ;)

Bloody kisses

Anónimo disse...

A musica que preenche um coração, ou um simples vazio de uma breve solidão. Uma realidade que dura a eternidade de um breve momento, que será eterna para quem dentro dele carrega o verdadeiro sentimento. Quantos de nós nao desejamos essa melodia que fascina o tudo que existe a nossa volta. quantos de nós não lutamos uns ganharam outros tantos perderam. a beleza do amor é essa a duvida a incerteza, o querer o ter. o fazer tudo para vencer e o nada fazer para perder mas mesmo assim contra tudo e contra todos o amor é incerto ai reside a sua maior beleza.

Anónimo disse...

esqueci assinar ehehe

André Henry Gris

bjs

aFeiJaO disse...

Muito sentimental, muito profundo, muito bonito. Palavras que só esperar ver aqui neste blog. Bjos e parabens!
António