.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

domingo, fevereiro 07, 2010

Lugares meus

Regresso à terra.
Ao fim de quantos dias? Tantos! Quantas saudades? Imensas!
Onde danço nas ruas com a genuinidade de quem se olha ao espelho pela primeira vez e gosta do que vê, pensando ser outra pessoa. 
É a terra que me faz sentir miúda.
Que me faz querer partir à descoberta, que me faz querer mais.
Mas que me faz querer menos também.
Porque me acolhe sempre, e não guarda rancores destas temporadas.
Tem um cheiro próprio, que eu gostava de dar a conhecer ao mundo.
Mas assim, passaria a ser a terra de todos e não a minha.
Porque todos iriam querer beber dela, viver nela, ser-lhe coração e ter-lhe o gene.
É Azinhaga. É Ribatejo. É borda d’água, lezíria. É campino e é ceifeira. É folclore. É amor.

E Lisboa?
Ai bela Lisboa! Cidade da minha vida.
Que, ao invés, me faz sentir mulher, me envaidece!
Me acolhe e me embala, em tantas noites do ano.
Tantas. Como se dela fosse.
Cidade de mim e do mundo!
Das cores e dos sabores. Das culturas. Dos amores. Passo para o mundo.
Cidade das descobertas e das redescobertas.
Porque a cada instante, em tantas partes, me encontro. Com outros e comigo.
Me perco e redescubro.

Em comum… O Tejo!
Belo e grande Tejo.
Donde partiram as naus e as caravelas dos descobrimentos portugueses.
Sublime. Meu, nosso, vosso.
Tejo é vida, é calma e exaltação. É alento.
Aqui tão perto.

14 comentários:

prafrente disse...

Bela homenagem ao Tejo...e a Lisboa...sem esquecer outras cidades...Mulher de muitos lugares e muitos sentires...cada lugar é único e desperta singulares emoções...também existem os "não lugares"...são os lugares que não nos cativam, onde não deixamos raizes,onde vivemos mas não existimos...a vida é constituida por lugares e não lugares...é esta tensão diária entre amores e desamores, encontros e desencontros, que se constroi a nossa história de vida,se faz a nossa auto biografia...num processo aberto e que só será fechado quando se extinguir a nossa força de viver...

Espero que tenhas terminado com sucesso o primeiro semestre.

Beijinho de Leiria e saudades do rio Lis, mesmo sendo menor que o Tejo...mas é o meu rio...

Melodia disse...

AMEI...

amei a descrição a tua terra..apeteu la ir..deixas-me beber da tua terra? ou nao a queres partilhar ao mundo?

e lisboa..acredito que tenha encato, mas a mim pouco me encanta porque sempre que penso nela lavam-se-me os olhos de saudade... e de amor que tenho nela

beijo querida

amei ..

prafrente disse...

Minha amiga

O tempo urge; solta-se o Carnaval pelas ruas e libertam-se tensões acumuladas; mas na próxima semana é o voltar ás rotinas académicas.
Ontem estive numa conferência sobre Hiperactividade e Défice de Atenção...talvez venha a trabalhar com crianças, pelo menos em regime de voluntariado...
Espero que o S.Valentim tenha sido generoso contigo e o amor seja uma constante na tua vida....ah, quando falo de amor não me refiro, em exclusivo, ao amor que une dois seres que se amam...falo do amor pelos outros,do amor pela beleza das flores, pelo sorriso das crianças, pelos que entraram no Outono da vida, pelos que sofrem injustiças, pelos que não têm coragem para amar...nem mesmo a si próprios...

Boa semana, bom Carnaval, bom final de férias...e protege-te do vento frio...

beijinho

Anónimo disse...

ola ola

so passei para dizer ola e deixar um beijo neste dia de chuva

;)

Ventania disse...

:) A quem corre Tejo nas veias é impossível ficar indiferente. Magnífico!

Anónimo disse...

ola ola

ai como me sinto confortavel aqui, no teu castelo, rodeado de palavras que esvoaçam e me enchem o coração!

ha momentos que ficam para sempre em nos e neles repousamos quando estamos mais sedentos de tudo.
as memorias ficam onde nos as queremos deixar. se nunca as largarmos irao acompanharnos para onde formos!

beijo grande
;)

prafrente disse...

Olá

está tudo bem contigo?
Bom domingo apesar do vento forte e da chuva fria.Basta que tenhas o coração protegido pelo calor do amor e pronto para enfrentar os encontros e desencontros da vida, sempre com um lindo sorriso no rosto...

beijinho

prafrente disse...

Força nos estudos e coragem na vida...

beijinho

Jaime Piedade Valente disse...

O Tejo é belo, sem dúvida, mas infelizmente tem bastante poluição e por vezes cheira francamente mal. Depende também dos lugares, claro.

mari (a)penas... disse...

Prafrente: Meu querido obrigada pelos comentários! Força também por terras do Lis! Boa semana, de preferência com menos chuva e menos vento :)

Ventania: Obrigada pela visita! Sê bem-vinda. Que bom que também sentes o que sinto!

JP: Obrigada por mais uma visita, ou mais umas. Que é feito? Espero que estejas bem!

Jaime: Obrigada pela visita! De facto em certos sítios está bastante poluído. Felizmente creio ter a sorte de em Lisboa não ser dos piores sítios e no concelho da Golegã estar a ser feito, desde há uns tempos, um esforço (conseguido na minha opinião) para mantê-lo digno. Volte sempre!

Beijinhos e abraços a todos!

Miosótis disse...

Olá minha linda!
Hoje vim visitar-te porque as saudades de ti apertaram e a tua ausência deixa um buraquinho que vai crescendo com o tempo.
Costumo deixar por aqui o meu enleio por ti e pelas tuas palavras ao vento.
Contudo hoje, neste teu post, deixo muito mais...deixo uma lágrima... deixo todo o meu sentir, deixo uma alma saudosa e partida em cacos. Perguntarás então, porquê?!
Porque provocaste em mim o renascer de tantos dias passados, de anos inteiros de menina e moça, de mulher, de uma vida inteira deixada para trás,nessa linda e querida cidade que me viu nascer, crescer e fazer-me mulher.
Lisboa, minha terra!
Tu dividiste em dois recantos que te são queridos: a tua terra de berço e a terra que te acolhe. Eu reuno todo o meu sentir nessa única e maravilhosa cidade de Lisboa. E o tejo! E o castelo! E as ruelas e avenidas...o bulicio citadino e a calmia doa recantos. Tudo, mas mesmo tudo me encanta e me transporta para aí, mesmo à distância. Foram 39 anos de partilha diária, de amor comum, de muito dar e receber.
Quem sabe um dia... eu volto!
Obrigada por este teu maravilhoso post, por me relembrares o pulsar vivo da alma dessas gentes, por esta ode a essa grande cidade que tantos acolhe. Lisboa!
Que sejas tão feliz na tua vivência aí como eu fui em tempos.
Um beijo enorme em ti minha amiga.
Até mais...

Miosótis disse...

Olá de novo Mari!
Pelos vistos hoje andamos ambas numa de troca de mimos e com a sensibilidade à flor da pele.
O abraço é recíproco. E claro que sim! Deixo... Com muito gosto!
E retribuo!
Obrigada pelas palavras, sempre tão doces para comigo. Entendes-me, entendo-te...acho que nos compreendemos mutuamente.
E apesar da tua tenra idade, a tua visão e sentir sobre os que te cercam é de uma perspicácia e maturidade assustadora. Despes-me com as tuas palavras!
Obrigada também por existires em mim.
Quanto aos "dotes" da filhota, acertaste sim. Em cheio!
É a minha "melguinha" querida, que ajuda a passar os meus dias, que me acompanha nas alegrias e tristezas, que me arrelia mas que também me dá muitas alegrias.E é um doce de menina.
A minha outra "melguinha crescida" está aí, bem pertinho de ti, no Campo Grande, na faculdade, a tirar Matemática.
É assim que é ser mãe!
Uns dias temos tudo, outros nem tanto, mas o amor que lhes dedicamos é imenso e quase sobrenatural.
Um dia chegará a tua vez de entenderes do que falo!
Reparei que não comentaste o primeiro poste, talvez por uma falha minha da qual nem tinha tido percepção... está sem tradução! Peço imensa desculpa. E claro está que nem todos falam norueguês... :))
Mas eu explico... é que o meu namorado está na Noruega, exactamente em Bergen, naquele maravilhoso amanhecer costeiro, que eu invejo não poder partilhar pessoalmente. Mas partilho orgulhosamente o meu sentir através do que ele me envia, com todos os que me são queridos e que me visitam no cantinho dos meus desabafos. Daí a razão de ser do poste.
Bom, e este comentário já vai longo, e eu sou uma chata quando estou piegas. Por isso, e antes que me mandes pastar "caracóis" por tanto me ler em lamechices, deixo-te um grande beijo e o desejo de uma excelente semana que agora começa.
Até mais...

PS: A pequenez do Liz rende-se humildemente à grandiosidade e beleza do Tejo, mas, sempre correndo, clama o dia da tua visita...
Aí, ves o nosso rio, de seu nome Tejo, fundir-se num abraço com o mar; aqui posso mostrar-te o brotar da terra desse precioso líquido, fonte de vida, designado por água e batizado com o nome de Liz, numa nascente de calmia e beleza por entre montanhas verdejantes.
Secará o rio por tanto esperar?
:))
Beijo

Miosótis disse...

Ahhh.... desculpa, esqueci-me de te dizer uma coisa...
Relativamente aos comentários que dizes que desaparecem e às actualizações que não surgem...pois não sei que se passa.
Tu própria já algumas vezes te queixaste, mas não és a única.
Mas sinceramente não sei que fazer para melhorar a situação.
Já andei à procura nas configurações se proventura eu teria algo por actualizar mas não consegui descobrir nada.
Se souberes como minorar este problema diz qualquer coisa.
Mais um beijo ...
e um xi-coração apertadinho
que te deixo
com muito carinho!

Anónimo disse...

ola ola

espero que tudo esteja bem contigo. espero mesmo que estejas feliz. quero o teu bem!

voltei a passar neste teu castelo mas reina o silencio, e não há quem sopre por aqui!
nao o deixes ao abandono!

tenho saudades!

beijo grande
;)