.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

quarta-feira, outubro 10, 2007

Naufrágio - Parte V


Bem… Fui obrigada a abandonar a ilha.
A falta de comida e de mantimentos, juntamente com as condições climatéricas nem sempre favoráveis, obrigou-me a isto.
O meu barco não é forte, confesso. Mais tipo jangada…
Trouxe comigo apenas alguns grãos de areia e este pedaço de folha virtual para evitar que enlouqueça.
A viagem já dura há uns dias mas não encontro nada a não ser rochas a dificultar.
Os peixes vão ajudando a combater este tédio.
O mar?
Nem sei bem por onde navego…
O que me levou à ilha era lindo…
Um azul doce e aconchegante, cujas ondas salgadas encaracolavam de mansinho e me tocavam os pés…
Agora já não.
Mas continua a inundar-me por dentro.
E tantas vezes me consome ainda…
Na verdade, estava a adaptar-me a toda uma vida que nunca imaginaria conseguir suportar.
A voz?
Era um dos maiores tormentos.
Aprendi a falar com tudo para não perder o jeito.
Não está a ser fácil a viagem. Nem sei se vou aguentar ou se vou sobreviver.
Mas precisava de fazer isto.
A ausência nesta folha virtual?
Essa deve-se a algo que não sei explicar bem.
Apenas não conseguia escrever. Ao contrário do que é habitual…
Tenho, também, andado empenhada em tudo o que diz respeito à ilha que deixei para trás - que ainda consigo ver de longe - para que não ficasse nada por descobrir e conhecer (sou do tipo de pessoas que se arrepende das coisas que não faz).
E aventurei-me…

Estranhamente...
...aquele lugar deixa-me saudade…

10 comentários:

d. disse...

........mando-lhe uma bússola!....
QUERES?

delusions disse...

Se calhar não é assim tão estranhamente...

Bjinho*
Boa semana

caio disse...

sempre estamos a deriva... sempre...

Joanne disse...

Sabemos que um dia chegaremos ao nosso lugar...

somentebia disse...

Até encontrarmos o vento amigo que direcione nosso barco a um porto seguro, ficamos mesmo assim, à deriva, buscando ilhas que aportem um pouco da nossa solidão.

Deixo-te pétalas perfumadas, um beijo no coração, e o desejo de dias lindos a enfeitar tua semana.

Dias disse...

Um final (?) digno dos tomos anteriores.

Gosto muito que te arrependas, é um optimo sinal.

Beijo

Visão Caleidoscópica disse...

Comecei a ler, mas senti necessidade de ir mais atrás. Vou ao início que desconheço, talvez porque a nossa tenra amizade virtual seja posterior ao inácio do teu "Naufrágio".
Ou será que eu já te encontrei quando "sobrevivente"?
Veremos!
Prometo que volto mais tarde para ler tudinho. :))
Até lá, deixo um tchim-tchim e um beijo.
Até mais....

Visão Caleidoscópica disse...

Desculpa...
inácio não!
Início!!!
:))
Ai as trocas de dedos!!!

tufa tau disse...

mil vezes arrepender-me das coisas que fiz que das que não fiz...
beijo

somentebia disse...

Não encontrando nova postagem, deixo-te pétalas, um beijo, e o desejo de uma linda tarde ensolarada.