.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

domingo, junho 13, 2010

O meu céu



Da minha casa não vejo o mar.
Mas vejo o céu.
Tornou-se, este, o meu novo refúgio (o cais continua lá, no mesmo sítio, a disponibilidade para o frequentar é que tem vindo a diminuir).
No céu está a minha ambição e estão os meus sonhos.
Reflicto nele o quão longe quero chegar. 

É lá que está o sol que traz calor aos dias, 
                  as estrelas que iluminam as noites (e as estrelinhas de cada um a olharem por todos nós)
                                    as nuvens que têm tanto de confortável por se parecerem com o algodão suave, como de desconfortável ao dificultarem a nitidez do azul lindo como forma de simbolizarem obstáculos a ultrapassar, 
                                                        e os planetas e cometas e outros tantos que nos mostram que não estamos sozinhos. 

Vivo num rés-do-chão, mas quando me debruço na janela consigo tocar lá. 
Naquele céu que é meu.
Basta querer.
Basta fechar os olhos, abrir os braços e sorrir com convicção.
Se cair não me magoo muito, e sinto sempre que aqueles segundos valeram a pena.

Aprendi, já, que não somos o que comemos nem o que vestimos. Somos o que pensamos, o que desejamos.
E somo-lo na medida da nossa convicção.
É por isso que gosto de ser pequenina…
Para poder sempre crescer.

Obrigado.

7 comentários:

Melodia disse...

que lindo mari... que tmb adoro ver o ceu.. as aves o cheiro as cores... é sempre tao bm sentir a paz de Deus na natureza que nos rodeia...

beijinhos enormes que esse ceus te acompanhe sempre com o mesmo brilho e pensa que tmb olho por ti :)

beijocas

Melodia disse...

olá querida. por aqui as coisas ja estao melhorzitas a nivel emocional e fisico tmb... :)

obrigada pelas tuas palavras, sao sempre tao cheias que fico logo com um sorriso ao le-las e entender a tua doçura. obrigada amiga. Que Ele te iluine sempre e de forças pra continuar os estudos:)

adoro-te linda

bejinhos

Ana Paula Faoth disse...

Olá Mari...primeiro quero dizer que :"Somos o que pensamos, o que desejamos.
E somo-lo na medida da nossa convicção.
É por isso que gosto de ser pequenina…
Para poder sempre crescer."
Adorei o pensamento e concordo c/ as palavras!E respondendo a tua pergunta: Em 12/06 aqui no Brasil comemoramos o dia dos namorados sim...data em que a gente se presenteia, sai pra passear e troca presentes c/ o companheiro...rs, é bom que dá uma quebrada na rotina...!Gde beijo...

Melodia disse...

ola linda... pois é nem sempre corre como quero...

estive pensativa e hj costou a nanar... so isso.. ando a tentar resolver a minha vidita aqui do coração...

beijoquinhas e obrigada lindona

ador-te mtmtmt tmb =D

Miosótis disse...

Olá minha kida amiga!
Venho aqui numa corridinha apenas para te agradecer...
Que bom que é quando sentimos que alguém não se esquece de nós!
E tu não te esqueceste!!!
Mas eu esqueci... e nem a mim me dei os parabéns por existir. Enfim, apenas mais um dia que dá origem a tantos outros e que se vai juntar ao amontoado que fica para trás.
Um beijo enorme em ti, pleno do carinho que te dedico

PS: Com tempo virei ler-te. Prometo!

Rach disse...

maravilhoso!!
visto assim, não há mesmo nada como ser pequenina, minúscula até!
verdadeiramente inspirador!

Evelyn Santos disse...

Adorei seu jeito de ver a vida, as coisas.
Adorei seu espaço e as coisa que nele escreve.
Estou a seguir-te.
Beijos e boa noite ^^