.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

segunda-feira, junho 09, 2008

Ele escreveu, ela respondeu. É este o primeiro post, o NOSSO!


Se eu não acreditar em ti, corro com outros os lugares que podiam ser nossos.
Abro as palavras que me vão na alma, na pele e no peito ao rebordo de outra fronha, outro referente e destinatário.


Não corras com outros, dá-me a mão e corremos juntos.
Abre o coração a mim, na pele e no peito que é nosso.
Deixa que o meu colo te sirva de aconchego.


Lol

E seremos nós um único remetente e destinatário.
Transmitamos e recebamos amor, sonho, futuro, plenitude!

Bom, era referente mas também serve...

Remetente pareceu-me soar melhor.
Amas-me?
Pergunto de outra forma
Amas-nos?

Entrelaço-te com os meus planos, consinto que me ligues a ti pelos possessivos e pronomes que até à data, pelo menos e apesar de tudo, ainda continuavam a parecer ser só meus.

É essa a resposta?

Sim...

E lanço um suspiro longo, orgulhosa de ti, de nós!

(E que a verdade nos viva para além de todas as dúvidas.)
.
.

10 comentários:

Mana Flor disse...

Boa, vou ser a primeira a comentar...

Adorei... Vocês são lindos!!!!!!

Beijos a dobrar................

Dominique Ventura disse...

A cidade espera. Depois do silêncio, o ladrar dum cão. Não há vento mas frio, apesar do calor. Assim é mais uma noite sem cor. Nem laranja nem verde. Nem sol… és o meu sol. Silêncio. A tua voz? Faz frio, não te encontro neste branco vazio, desabraçado, silencioso. Não te encontro. Apetece-me o gosto do teu corpo. A cidade espera o meu sono resoluta no seu, também. Sussurra o teu nome ao meu ouvido, não choro, desejo-te. Esqueço a noite, esqueço-me a mim. Tu. Só… em mim. Cerro as pálpebras do teu olhar, sorriso, ternura. Gemido longo nas nossas bocas, como uma prece, uma oração. Deus é amor? O amor faz-nos deuses numa qualquer cidade adormecida…

Dias disse...

Oi Mari, que fixe teres tido mais um tempinho para postar, bem-vinda sejas miúda :)

Se não fosse teu, vosso, não tinha conseguido ler até ao fim.
Depois de lido e relido acho que está lindíssimo e tem uma intensidade e reciprocidade invejáveis.
Um momento vosso, tornado nosso :)

Que nunca a percas, percam.

Beijo muita grande de quem te deseja que tenhas ainda menos tempo para postar ;)

Até já Mari

Maçã com Canela disse...

Bem bonito... gostei.. já tinha saudade de te ler... Hoje du-me para reencontrar "amigos" de outros tempos :)

Lindo o vosso amor!

Joanne disse...

Que bonito!*

ramasojo disse...

Durmo o sono do dia
enquanto aguardo a chegada da noite.
mais um dia que passa,
mais uma emoção,
mais uma sensação,
mais um fenómeno.

Amanhã outro dia,
amanhã lá estarei,
amanhã acordarei,

E assim viverei a felicidade da saudade sem fim...

Visão Caleidoscópica disse...

Ahhhhhhh....
Parabéns!!!
Pelo post, lindíssimo!
Pela Oral conseguida, ultrapassada, vencida...Yes!
Por ti...por vós....fico feliz!
Beijos mil

Feijãozinho disse...

é lá!!
é só love :p

espero que assim continue senão vou ter de bater em alguem LOL

delusions disse...

:)

fantástico sem dúvida!

Anónimo disse...

module coyle devi renaming operate borough publicising falter pour immunisation contend
masimundus semikonecolori