.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

sexta-feira, março 02, 2007


Hoje tirei os sapatos...
Andei descalça...
Despi os medos e as fragilidades de menina espantada com a podridão do mundo e senti o que é andar realmente de pés descalços... pela vida!
Trepei paredes e árvores, subi aos telhados, cheguei ao cimo da torre mais alta...
Descalça... sempre descalça!
Descalça pela vida, descalça pelo mundo!
Apeteceu-me... sentir mais, viver mais... viver e sentir de perto, sem obstáculos ou protecções...
Apeteceu-me... sorrir e chorar com sentido, com dor ou alegria totais.
Senti como nunca antes!
Senti a água pantanosa e escorregadia no chão, os estilhaços que sempre existem na rua...
Vária texturas, várias dores e vários prazeres...
Senti-me nua!
E estava apenas descalça...
Pisei o fogo, senti o conforto do algodão.

Pensava eu que já tinha os pés calejados de viver...

Pura ilusão!...

3 comentários:

Stranger à la carte disse...

Bem...pois...

Stranger à la carte disse...

isso!

Anónimo disse...

sem duvida..

ha coisas que nos fazem sentir presos ou, por muita liberdade que sentimos ter, nao nos fazem sentir totalmente livres..

andar livre faz-nos sentir tudo aquilo que esta por "baixo de nos".. faz-nos sentir o pulsar da terra, todos os seus movimentos! e por muito que se ande nao é motivo para parar..
todo esse leque de sentimentos faz-nos querer mais, sempre mais.. e queremos mais sempre mais porque nos sentimos bem, porque o nosso corpo aguenta mais do que qualquer um de nos imagina.. e quando se trata de liberdade entao nao tem limites..

beijos
continua!!
jp