.



"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
José Saramago

quarta-feira, dezembro 02, 2009

(Quase) mais-que-...




Esta sequência de curtos bocejos
Revela
Cansaço e lágrimas
Num passado-mais-que-recente.
São desejos
E ideias mais-que-desencontradas
Num corpo
Quase mais-que-indiferente,
Quase mais-que-impotente.


Corre o sangue
No peito.
Segue um ritmo acelerado,
Quase certo
De um tempo mais-que-(im)perfeito
De um amor quase (des)animado
Num tempo quase mais-que-encoberto.


Um amor mais-que-animado
Acontece a um ritmo quase acelerado.
Transporta desejos,
Esquece os bocejos
De um corpo
Quase mais-que-diferente,
Quase mais-que-potente


O coração ama
Um outro muito perto
E no final reclama
Mas na cama
Tudo bate certo.

6 comentários:

Zica Cabral disse...

minha querida Mari obrigado pelo teu comentario no meu Palavras.
Quanto ao que publicas aqui , adorei. E que contiues amando e sendo amada da mesma forma.
É tão bom!!!!!!!
bjs grds
Zica

Violeta disse...

gostei....

beijinhos...


obrigada pelo comentário

boa semana

Pétala disse...

Poderosíssima com as palavras, como sempre!
Indiquei um meme pra você responder. Passa lá, e veja o que acha.

Beijos e pétalas.

prafrente disse...

Olá

Tudo bem contigo?

O amor realmente é algo de inspirador e que nos leva a fazer loucuras,como amar á chuva, que os outros não entendem.

Entre frequências, trabalhos de grupo, apresentações...não me sobra tempo para me dedicar com mais frequência ao meu blogue.

Com vai o teu curso? E o teu coração?Cuida dele com carinho...ás vezes ele faz-nos sofrer...mas também nos faz crescer...

Beijinho

prafrente disse...

Boa semana, apesar da chuva.

Beijinho

Violeta disse...

olá mari..espero que esteja tudo bem contigo...
saudades

tens miminho no blog

beijocas

bom natal